Fretes do agronegócio do Brasil cresceram 33,2% no 1º semestre, diz levantamento

Mas os produtos mais transportados no setor entre janeiro e junho foram os fertilizantes, respondendo por 25,6%.

A movimentação desses insumos teve um incremento de 17,4%, semestre a semestre, com importadores buscando garantir ofertas diante de preocupações com impactos da guerra na Ucrânia.

Apesar dos problemas de estiagem no Sul que afetaram a produção da soja no primeiro semestre, o frete do grão cresceu 29,3% na comparação anual, e sua participação no grupo de produtos agro foi de 13%, atrás apenas dos fertilizantes.

As exportações da oleaginosa foram mais fortes nos primeiros dois meses do ano, com uma colheita mais antecipada.

O agronegócio representou 36% de todas as cargas publicadas na plataforma no primeiro semestre. O Rio Grande do Sul foi o Estado mais representativo, com 15,6% dos fretes, seguido por São Paulo (12,6%), Minas Gerais (11,9%) e Mato Grosso (11,5%).

O relatório foi desenvolvido com base na análise de 4,7 milhões de fretes publicados na Fretebras entre janeiro e junho, dos quais 1,7 milhão foram de produtos do agronegócio.


https://www.cnnbrasil.com.br/ - 27/01/2023

Contato

R. Serra de Jairé, 1158 - Quarta Parada, São Paulo - SP, 03175-001